Cuidando da Saúde Doenças Tratamento

Diabetes Tipo 1 e 2 Diferenças, Sintomas,Tratamentos e Causa

Todas as informações sobre o Diabetes Tipo 1 e Diabetes Tipo 2, caso tenha alguma dúvida, deixe nos comentários.

Diabetes Tipo 1

Diabetes Tipo 1

Diabetes Tipo 1

Conforme informações da Organização Mundial da Saúde existem mais de 500 milhões de pessoas vivendo com o Diabetes em todo o mundo e muitas delas convivem em especial com o Diabetes tipo 1 e Diabetes tipo 2

Esse número é considerado muito alto e preocupante, pois os dados revelam que nos últimos anos houve um aumento alarmante no número de casos da doença.

Pelas especificidades das suas causas, a versão da doença que chama muito a atenção é o Diabetes tipo 1 e Diabetes tipo 2 e por isso vamos abordar mais detalhes sobre suas causas, sintomas e demais informações importantes.

O Que Causa Diabetes Tipo 1?

A explicação para o que causa Diabetes tipo 1 é o fato de o organismo parar de produzir insulina. As células beta pancreáticas, responsáveis pela produção da insulina, são destruídas e organismo torna-se incapaz de produzi-la.

Em outras palavras, Diabete tipo 1 é causada pela deficiência do organismo de produzir a insulina que o corpo necessita para realizar a atividade de metabolizar o açúcar.

Isso ocasiona um grande acumulo de glicose no sangue gerando os problemas enfrentados pelos diabéticos.

Quais os Sintomas do Diabetes Tipo 1?

Para explicar quais os sintomas do Diabetes tipo 1 é importante mencionar que eles surgem rapidamente. Por isso o diagnóstico pode ser feito logo que o organismo começa a enfrentar a deficiência.

Geralmente o corpo começa a apresentar alguns sintomas bem particulares da doença. É importante certa atenção para logo no inicio buscar diagnóstico médico.

Os principais sintomas do Diabetes Tipo 1 são os seguintes:

  • Frequente necessidade de urinar;
  • Sede e fome constante;
  • Perda de peso mesmo sem dietas;
  • Hálito com odor frutado;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dificuldade respiratória;
  • Dores abdominais;
  • Confusão mental;
  • Visão turva;
  • Má cicatrização de ferimentos;
  • Formigamento principalmente nas mãos e pés;
  • Pele quente e com tonalidade avermelhada.

Logo após o surgimento dos sintomas, um médico deve ser procurado imediatamente para que o tratamento seja iniciado.

Tratamento Diabetes Tipo 1

Para confirmar o Diabetes tipo 1 existem alguns exames médicos que podem ser feito. Os principais deles são os seguintes:

  • Glicemia de jejum;
  • Hemoglobina glicada;
  • Curva glicêmica.

Para efetivo tratamento Diabetes tipo 1, é indicado aplicar rotineiramente insulina para manter adequados os níveis glicêmicos.

Para tornar o tratamento mais eficiente é indicado que sejam inclusos na rotina exercícios físicos. A pratica deve ser realizada ao menos 3 vezes na semana em baixa intensidade.

Uma boa dieta é primordial para controlar a taxa glicêmica no sangue. A dieta deve excluir os carboidratos simples e os açúcares.

A verificação da glicemia deve ocorrer diariamente e isso é facilmente possível através de aparelhos encontrados em farmácias e lojas do ramo.

A associação desses cuidados permite que a pessoa diabética tenha uma vida normal e sem maiores problemas causados pela doença.

Ajudam a controlar a Glicemia:

Convivendo com o Diabetes Tipo 1

Uma das maiores dificuldades dos diabéticos é conviver pacificamente com a doença, mas isso é possível.

Conheça algumas medidas que permitem seguir a rotina convivendo com o Diabetes tipo 1:

  • Aceitar a doença;
  • Buscar mais informações sobre o Diabetes tipo 1;
  • Adotar uma rotina de exercicios físicos;
  • Montar um cardápio de acordo com as necessidades do organismo;
  • Buscar orientação profissional especializada.

Através dessas simples medidas, o diabético poderá viver uma rotinaprodutiva e sem maiores limitações.

Diabetes Tipo 2

 

Diabetes Tipo 2

Diabetes Tipo 2

Diferente do tipo 1, o Diabetes tipo 2 é causada por fatores que podem agir em conjunto ou isoladamente.

O fenômeno acontece gradativamente, pois aos poucos o organismo torna-se resistência a insulina produzida pelo próprio corpo. Como conseqüência o pâncreas se sobrecarrega por ter que trabalhar mais e com o passar do tempo suas células se danificam e o órgão torna-se incapaz de produzir a insulina.

Quais os Sintomas do Diabetes Tipo 2?

Os sintomas do Diabetes tipo 2 demoram mais tempo para serem identificados e isso devido ao modo como a doença atua no organismo.

O problema causado pelo diagnóstico tardio são dores e desconfortos devido à falta de tratamento adequado.

Os principais sintomas do Diabetes tipo 2 são os seguintes:

  • Sede frequente seguida da sensação de boca seca;
  • Fome excessiva mesmo após as refeições;
  • Sensação de fadiga;
  • Sensação de cansaço constante;
  • Alterações no humor;
  • Visão turva;
  • Cicatrização lenta;
  • Perda de peso apesar de comer muito;
  • Dificuldade para respirar;
  • Possibilidade de perda de consciência ou confusão mental;
  • Formigamento acompanhado de dor nos membros inferiores;
  • Pele seca e com episódios de coceira ou irritação;
  • Manchas na pele com tonalidade escuro em regiões como pescoço e axilas;
  • Maiores episódios de infecções vaginal, na virilha ou urinaria;
  • Diminuição no desejo sexual, secura vaginal e dificuldade nas ereções.

Geralmente a doença se manifesta com maior freqüência em pessoas que já estão na media idade ou que sejam idosos. O processo gradual com o qual se instala dificulta o diagnóstisco e pode retardar o inicio do tratamento adequado.

O Que Causa Diabetes Tipo 2?

Diferente do Diabetes tipo 1, o Diabetes tipo 2 é causada por diferentes fatores que podem agir em conjunto ou sozinhos:

  • Hereditariedade
  • Sobrecarga de açúcar no sangue devido à má alimentação
  • Obesidade ou sobrepeso
  • Estilo de vida adepto a cigarro, bebidas e má alimentação

Esses fatores estão intimamente ligados ao surgimento da doença e podem ser apontados como principais causas.

Tratamento Diabetes Tipo 2

Para o tratamento Diabetes tipo 2 são indicados procedimentos parecidos com o utilizado para o tipi 1, porem a insulina ministrada é diferentes e deve ser prescrita por um médico.

Devido seus fatores, o Diabetes tipo 2 pode ser prevenida e para isso é importante seguir tais orientações:

  • Realizar exames regulares para identificar qualquer anormalidade no nível de açúcar no sangue;
  • Manter uma dieta equilibrada, rica em fibras, frutas e vegetais e controle no consumo de açúcar;
  • Rotina de exercícios físicos para evitar a obesidade e sobrepreso;

Esses cuidados auxiliam no diagnóstico da doença logo em seu inicio e permite que o tratamento seja iniciado de imediato e auxiliam para evitar que o nível de açúcar sobrecarregue o pâncreas.

Em alguns casos, uma rotina saudável consegue fazer com que a doença regrida e o paciente deixe de obrigatoriamente ter que aplicar a insulina.

Convivendo com o Diabetes Tipo 2

Apesar de requerer mudanças no estilo de vida, existem milhares de pessoas convivendo com o Diabetes tipo 2 e com excelente qualidade de vida.

A dieta equilibrada permite melhorar as condições gerais do organismo e pode evitar o surgimento de outras complicações como pressão alta, doenças cardíacas e outras.

Quais as Diferenças entre o Tipo 1 e o Tipo 2?

As principais diferenças entre o tipo 1 e o tipo 2 podem ser descritos da seguinte forma:

  • O intervalo do aparecimento dos sintomas, pois no caso do tipo 1 é rápida e no tipo 2 é mais lenta porque acontece gradativamente;
  • As causas;
  • O fato do estilo de vida poder reverter o quadro no caso do tipo 2 e as idades das pessoas afetadas.

Basicamente essas são as principais diferenças dessa doença.

 

Conclusão

Levar uma vida dando preferência para hábitos saudáveis é uma excelente maneira de se proteger e prevenir contra o diabetes.

Os impactos de uma boa dieta e da pratica de exercícios físicos agem diretamente no controle da doença e permitem uma vida com qualidade mesmo com a existência do Diabetes tipo 1 e 2.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.